Como os games estão alinhados com a Neurociência

A dificuldade de retenção de talentos na empresa, muitas vezes, está ligada aos métodos de treinamentos utilizados. Passar horas em uma sala de aula pode ser entediante para o colaborador e pouco aprendizado é realmente retido por ele. O conhecimento teórico é importante no processo de aprendizagem, mas sozinho não gera resultados tão satisfatórios. A neurociência tem avançado nas pesquisas relacionadas ao funcionamento do cérebro e oferecido soluções de melhorias nos métodos de ensino.

Uma dessas melhorias diz respeito aos aprendizados por meio de instrumentos que gerem experiências vivenciadas na prática moldando o comportamento. Para você compreender melhor o que estou dizendo, o texto abaixo irá esclarecer com maiores detalhes como os serious games estão alinhados com a neurociência. Acompanhe!

1. A importância da neurociência no processo de aprendizagem

Segundo as pesquisas, ambientes preparados propositalmente para gerar estímulos fazem com que os neurônios se ativem na formação de novas sinapses. Dessa forma, o aprendizado é obtido por meio das reações cerebrais. Quando o aprendiz reage aos estímulos criados no ambiente, o cérebro envia sinais de pulsos elétricos formando circuitos que processam melhor as informações e armazenamentos a níveis moleculares.

Pesquisadores focados em descobrir os melhores métodos de ensino revelam como o processo de aprendizagem ganha poder quando aliado a neurociência: Aprendizagem Autodirigida, Foco em Soluções, Feedback Positivo, Distensão Cerebral e Estrutura do Pensamento.

2. Como os games auxiliam a aprendizagem com base na neurociência

Os jogos de treinamento ou “serious games”, como são conhecidos no mundo corporativo nacional e internacional, possuem a vantagem de transportar o aprendiz para um ambiente virtual desenvolvido exclusivamente para ele testar os seus conhecimentos na prática e obter as suas próprias experiências. O comportamento pode ser treinado e moldado conforme as necessidades da empresa para construir um padrão de ações programadas mentalmente.

A seguir vemos como alguns aspectos de aprendizagem baseados na neurociência são atendidos pelos games de treinamento:

  • Aprendizagem Autodirigida:

    Cada cérebro é único e cada indivíduo possui o seu próprio mapa mental. Diante dessa complexidade, o aprendizado se torna mais eficiente quando cada um busca e encontra a sua própria solução no processo. O percurso de um game é criado pelo jogador, a ação do usuário constrói sua experiência. O percurso de um game é criado pelo jogador, a ação do usuário constrói sua experiência.

  • Foco em Soluções:

    O nosso cérebro é constituído por circuitos neurais que formam as conexões. Levando em consideração que os circuitos são criados e estabelecidos com base na atenção do indivíduo, o método de ensino deve concentrar as energias para a busca de soluções e não nos problemas existentes. Jogos são baseados em desafios, possuem uma condição de vitória e derrota, o objetivo de um jogo é em si a busca de uma solução.

  • Feedback Positivo:

    O maior grau de conhecimento pode ser obtido por meio de feedbacks construtivos e, dessa forma, gerar confiança com novas sinapses criadas no cérebro. Nos jogos, a utilização de narrativas e metáforas funcionam como um sistema de feedback para que o jogador entenda as metas e as regras para saber o quão próximo do objetivo ele está.

  • Distensão Cerebral:

    Criar novas conexões e gerar aprendizados duradouros envolve o consumo de muita energia cerebral. Sendo assim, o estímulo certo irá motivar o indivíduo se dedicar ao treinamento, expandindo (distendendo) o cérebro com a energia adequada. Jogos utilizam o conceito do “Flow” para manter o esforço na medida certa.

  • Estrutura do Pensamento:

    O nosso cérebro depende de certezas mesmo que boa parte do trabalho é executada no caos. Por isso, o indivíduo precisa saber exatamente o que é esperado em cada etapa do aprendizado. Jogos criam desafios com objetivos claros, com metas e regras que são facilmente percebidas e aceitas pelos jogadores, permitindo que se aprenda quase sem querer.

O aprendizado adquirido na prática ainda pode ser desenvolvido através do aumento dos níveis de habilidades requeridas para executar determinadas tarefas durante o treinamento, elevando o aprendizado e gerando a mudança comportamental do indivíduo. Isso faz do simulador de treinamento uma ferramenta indispensável na hora de aplicar um ensino que vise a melhor retenção do aprendizado.

3. A Oniria pode ajudar você com esse método

Oniria possui o know how para criar jogos de treinamento com as características apontadas pela neurociência. São soluções Indicadas para aumentar a adesão e efetividade do treinamento baseado na simulação de comportamentos, uso de habilidades e aplicação prática de conhecimentos. Motivar o aprendizado com processos direcionados à educação de adultos e aprendizagem autodirigida. Ideal para tornar o treinamento mais versátil, escalável, e com resultados mensuráveis.

SERIOUS GAMES: POR QUE USÁ-LOS PARA TREINAR VENDEDORES?