Por que pilotos de avião e Fórmula 1 treinam em simuladores?

Se você já leu matérias sobre aviões, ou acompanhou corridas de carros de Fórmula 1, provavelmente já sabe que quem pilota esses dois meios de transporte passa por rigorosos treinamentos. E estes envolvem mais do que apenas conteúdos teóricos apresentados em apostilas e ensinados em salas de aula por professores. Na verdade, os pilotos passam boa parte do seu tempo praticando em simuladores virtuais.

A seguir, mostraremos por que exatamente os pilotos de avião e Fórmula 1 treinam em simuladores, e como esses equipamentos podem ajudar a melhorar os resultados dos programas de capacitação das empresas. Confira:

Mas afinal, por que os pilotos utilizam simuladores?

Um simulador virtual, como o próprio nome já diz, simula virtualmente um processo ou uma atividade que é real. Por meio de equipamentos imersivos e um software 3D, o simulador consegue criar um cenário bastante parecido com o da realidade e fazer seus usuários sentirem os impactos gerados por uma tomada de decisão errada. Assim, eles conseguem treinar virtualmente, sem precisar praticar na vida real.

Até pouco tempo atrás, os pilotos de avião precisavam treinar em aeronaves de aeroclubes, que eram pouco parecidas com as aeronaves comerciais e isto os levava a cometer erros na hora de pilotar um avião comercial. Já os pilotos de Fórmula 1 utilizavam os próprios carros ou réplicas deles para adquirirem habilidades, colocando em risco a sua segurança e a integridade do veículo.

Abaixo, listamos as razões pelas quais esses pilotos utilizam simuladores nos dias de hoje:

Piloto de Avião

  • Para se habituar aos painéis e instrumentos do cockpit do avião.
  • Para conhecer as peculiaridades da aeronave.
  • Para aprender técnicas de voo que só podem ser aprendidas na prática.
  • Para lidar melhor com situações de perigo que podem acontecer na vida real.
  • Para acelerar o processo de formação.

Piloto de carro de Fórmula 1

  • Para se familiarizar com o painel de controle do carro.
  • Para conhecer os detalhes das pistas de corrida.
  • Para saber como lidar em casos de batida ou quebra de componentes.
  • Para criar estratégias de ultrapassagem.
  • Para saber como tirar o máximo de performance do carro na hora da corrida.

Todas estas razões explicam o fato de as companhias áreas e as empresas construtoras de carros de Fórmula 1 utilizarem simuladores virtuais para treinarem seus pilotos. Sem essa tecnologia, os treinamentos não seriam tão eficazes e aumentariam as chances dos pilotos cometerem erros e colocarem a sua vida e a de outras pessoas em risco. Isso sem contar que, sem os simuladores, os treinamentos seriam muito mais custosos.

Por que as empresas também devem usar simuladores?

Os pilotos não são os únicos que podem tirar proveito dos simuladores. As empresas também podem incluí-los em seus programas de treinamento. Companhias que prestam serviços de colheita, por exemplo, podem treinar o pessoal que pilota as máquinas por meio de simuladores. Já empresas do setor da construção civil podem utilizá-los para ensinar a sua equipe a operar guindastes e outras máquinas pesadas de forma mais segura.

As aplicações dos simuladores são inúmeras. Seja qual for o caso, eles melhorarão os treinamentos. Seguem alguns benefícios gerados por eles:

  • Testam os conhecimentos, as habilidades e as atitudes dos colaboradores.

  • Expõem os profissionais a situações que eles enfrentarão na vida real.

  • Simulam as consequências de tomadas de decisão erradas.

  • Não colocam em risco as máquinas, ferramentas e equipamentos da empresa, nem a vida dos membros da equipe e a de outras pessoas.

  • Eliminam custos com deslocamento, combustível e instrutores.

  • Podem ser reutilizados inúmeras vezes, pois oferecem uma experiência diferente a cada vez que são utilizados.

E sua empresa, já está treinando seus colaboradores com simuladores? Entre em contato conosco e veja como podemos ajudá-lo a treinar sua equipe.

Conheça Um SIMULADOR de Guindaste Portuário