Como descobrir novos líderes na sua empresa

Uma das grandes dificuldades das organizações é a formação de novos líderes. A imagem ilustra bem essa situação. A direção de um carro requer uma pessoa qualificada para essa ação, ou seja, uma criança não tem a possibilidade de dirigir um automóvel e, se tentar, vai acabar causando um acidente. Isso também ocorre quando falamos de liderança. Assim, uma pessoa mal preparada, ao assumir um cargo de liderança, causará prejuízos à empresa e à sua vida profissional. Por isso, é importante incentivar a formação de novos líderes e saber identificar quando alguém está pronto para assumir essa função.

Principais dificuldades com a liderança

Muitos gestores atualmente reclamam do fato de os colaboradores não quererem assumir novas funções e, quando desejam, nem sempre estão preparados para isso. O problema passa pelo fato de que a liderança é muito mais complexa do que se pensa. Assim como na vida, é normal que as empresas passem por modificações constantes e os colaboradores precisam se adaptar a elas para que não levem a empresa ao fracasso.

As mudanças implicam também na atualização constante dos conhecimentos profissionais e do que ocorre no mercado. Portanto, para estar bem preparado para assumir um papel de liderança, o colaborador primeiramente precisa ter uma educação formal e buscar novos aprendizados constantemente. Isso pode ser feito por meio de cursos online, especializações, capacitações e treinamentos, etc.

Porém, como conseguir incentivar o colaborador nesse sentido? A gamificação é uma forma de trabalhar a liderança e incentivar o colaborador a assumir essa postura dentro do ambiente de trabalho.

Gamificação como estratégia para trabalhar a liderança

Ao trabalhar a liderança, a grande vantagem da gamificação é permitir que a cultura da empresa seja repassada ao colaborador, adequando-o ao padrão e fazendo com que ele exerça sua função com o máximo de excelência.

No entanto, existe um funil com diversas etapas que precisam ser respeitadas. Veja quais são elas:

Consciência

Também chamada de fase “know”, esse é o momento em que os colaboradores aprendem mais sobre a organização e compreendem o que a empresa espera do trabalho deles. O objetivo é analisar os valores, a missão e a visão que norteia a cultura organizacional, podendo alinhar seus propósitos e o seu trabalho a esses objetivos já estabelecidos.

Aprendizado

A fase “learn” serve para capacitar o colaborador, já que, muitas vezes, ele começa a trabalhar sem receber um treinamento apropriado. Com a gamificação, é possível trabalhar o aprendizado de acordo com o que foi detectado na etapa anterior, oferecendo uma capacitação eficaz e voltada para a realidade daquele colaborador. Além disso, a gamificação permite fazer um esforço repetitivo, dando um feedback enquanto as atividades são realizadas.

Engajamento

O objetivo aqui é fazer com que o colaborador realmente esteja engajado à organização, mostrando a ele, por meio da gamificação, o que a empresa espera e de que forma ele pode alcançar seus objetivos profissionais alinhando-se às metas da organização. A principal vantagem da gamificação nesse contexto é oferecer um engajamento realizado de forma sistêmica, evitando que o colaborador desista de trabalhar em prol da empresa, como geralmente acontece com os programas motivacionais.

Liderança

Nesse momento do funil da gamificação, a empresa já possui alguns colaboradores motivados, que, por consequência, incentivarão outros colegas. A ideia é que eles repassem seus conhecimentos teóricos e práticos, liderando a equipe para que os objetivos organizacionais sejam alcançados. A sucessão de líderes, portanto, está em andamento.

Embaixadores

Última fase do funil de gamificação, esse é o momento em que o colaborador está realmente engajado e “veste a camisa” da empresa. Ele se torna um verdadeiro defensor da organização, mesmo fora do ambiente de trabalho, e está disposto a assumir novos cargos e funções para colaborar com os resultados positivos.

Plataforma de gamificação

Depois de entender como o funil de gamificação pode ajudar a sua empresa, a dúvida é: “qual plataforma devo usar?”. Essa é uma dúvida comum, mas primeiramente é preciso entender o que a plataforma de gamificação faz.

Ela permite que a empresa adote boas práticas, organizando as atividades e as ideias que surgem e focando-se no objetivo da organização. O resultado é um trabalho mais produtivo, que ajuda os colaboradores a melhorarem seu comportamento dentro do ambiente de trabalho.

A plataforma de gamificação, portanto, trabalha o funil de forma sistêmica, podendo atuar de forma mais ampla, englobando todas as atividades da organização ou focando-se em uma ferramenta ou processo específico.

Uma das plataformas de gamificação existentes no mercado é a Oniria Gamification Engine (OGE), que fornece um ambiente de gerenciamento para a aplicação de diferentes vertentes da gamificação.

Por meio dessa plataforma, a empresa pode delimitar critérios para que cada colaborador seja enquadrado no funil de gamificação, além de também poder ser integrada a outros sistemas ou aplicativos externos.

Agora que você já sabe como a gamificação pode ajudar a formar líderes na sua empresa, sugerimos a leitura do post:

Engajamento de equipe aumenta até 233% as vendas