fbpx

Implementando o conceito pensar, sentir e agir com Gamificação

Em qualquer empresa, todos os colaboradores e responsáveis têm ótimas ideias que poderiam contribuir com a organização. Mas, na prática, poucas dessas ideias são efetivamente compartilhadas, já que os membros do time nem sempre estão suficientemente engajados ou identificados com a empresa a ponto de terem uma participação mais ativa.

Somente com o conceito pensar, sentir e agir é que a área de Recursos Humanos pode fazer com que o colaborador entenda o impacto que seu trabalho tem no processo global da organização e que o seu comprometimento com os colegas e com a empresa se modifique. Esse é um conceito bastante alinhado com estratégias de Gamificação, uma metodologia que tem como objetivo o engajamento dos colaboradores. A seguir, discutiremos sobre os três tópicos desse conceito e como a Gamificação pode ajudar a implementá-los.

O conceito “pensar, sentir e agir”

PENSAR

RACIONALIDADE

Comprometimento intelectual.
“Eu acredito fortemente nas prioridades estratégicas da organização”.

Todas as empresas possuem objetivos estratégicos traçados que devem ser alcançados em um determinado período de tempo. Mas se os colaboradores não estiverem devidamente alinhados com esses objetivos, então as chances deles os alcançarem são mínimas. O conceito pensar refere-se ao comprometimento intelectual dos colaboradores em trabalhar para alcançar os objetivos da organização.

A Gamificação trata do pensar como um sistema de metas e regras, também conhecido como mecânica de jogo. Essa abordagem faz com que as pessoas entendam suas ações de forma racional e abrangente, percebam o que conseguirão ao colocá-las em prática (metas) e quais são suas limitações para realizá-las (regras). Dessa forma, a Gamificação consegue fazer os colaboradores adotarem os objetivos de negócio como sendo seus.

Trata-se, de forma resumida, sobre pensar sobre o que se faz e que consequências suas ações têm dentro da equipe.

SENTIR

EMOCIONAL
Comprometimento emocional;
“Eu tenho orgulho de fazer parte desta organização”.

Além de pensar sobre o trabalho, é preciso sentir que o trabalho está sendo bem feito e que ele faz parte de algo maior. Se os colaboradores têm uma determinada meta para cumprir, mas não sentem ânimo ou entusiasmo para cumpri-la, nem tampouco criam um elo emocional com a organização, então as chances deles se esforçarem para atingi-la são mínimas.

A Gamificação trabalha a ideia de sistema de feedback justamente para que as pessoas saibam o impacto de suas ações e decisões ao longo do processo. Para isso, a Gamificação utiliza de metáforas e narrativas que dão maior significado e valor aos resultados.

AGIR

MOTIVAÇÃO
Demonstração do comprometimento;
É comum as pessoas ajudarem umas as outras se for necessário fazer algo além de suas próprias atividades.

O último conceito é o agir, que se refere ao esforço e à persistência do time para trabalhar colaborativamente, fazendo com que o trabalho funcione de forma harmônica de ponta a ponta. As pessoas deixam de pensar apenas em suas próprias ações e passam a agir a partir de uma visão sistêmica.

No agir, a ideia é que as ações dos colaboradores têm relação com o objetivo da empresa e não apenas com a tarefa.

Na Gamificação, a ação voluntária indica que o colaborador aceita as metas, regras e o sistema de feedback por vontade própria, sem que os gestores do negócio o tenham obrigado a isso. A liberdade das pessoas em aceitarem os desafios e não desistirem em frente a adversidades, são características que jogadores possuem em uma partida, e que podem ser transportadas ao ambiente de negócios através da Gamificação

O Funil de Gamificação

O pensar, o sentir e o agir estão bastante alinhados com o conceito de Funil de Gamificação, uma estratégia que passa pela conscientização do colaborador, seu treinamento, engajamento no trabalho e o reconhecimento de lideranças.

Este funil é constituído por várias etapas, que levam o colaborador a adquirir um maior aprendizado sobre a empresa, criar um comprometimento e mudar a forma como ele executa o seu trabalho de forma a ajudá-lo a atingir todos os seus objetivos estratégicos. Quanto mais o funcionário avançar nesse funil, maior será a sua satisfação e qualificação.

Gamificação no trabalho em 3 passos