79% das pessoas acreditam que melhorariam se o trabalho fosse um game

Empresas que possuem colaboradores com alto envolvimento podem ter um crescimento 2,5 vezes maior que seus concorrentes e uma redução de 40% na rotatividade de colaboradores

istock_000018976196large

Você sabe quais critérios determinam o engajamento de um funcionário? Ou o que define um “funcionário engajado”? Quais fatores devem existir no ambiente de trabalho para promover um bom engajamento do time? Quais os fatores educacionais que promovem o engajamento dos funcionários? Além disso, você sabe quem é o profissional que avalia o envolvimento, metas, aprendizagem e estabelece esses fatores na organização?

Essas são algumas das perguntas que norteiam o departamento de Recursos Humanos Aprendizagem e Desenvolvimento, o RH. Esse departamento é o responsável por encontrar respostas e soluções para as perguntas acima, é o setor que deve saber mais sobre os indivíduos da empresa, as sugestões, reclamações, pontos fortes e pontos fracos de cada um. As rotinas vividas no local de trabalho, as preferências dos colaboradores, o estilo de aprendizagem, bem como suas vontades em se especializar/estudar.

Essas informações são valiosas para o responsável de RH determinar o quão satisfeito estão os funcionários da empresa, afinal funcionários engajados trazem mais lucros!

Segundo pesquisa da Forbes, o lucro líquido das empresas pode ter um aumento de 6% com uma equipe engajada, e 5 vezes mais acionistas ao longo de 5 anos, do que empresas que não possuem um time envolvido. De acordo o relatório realizado pela Hay Group em 2010, empresas que possuem colaboradores com alto envolvimento podem ter um crescimento 2,5 vezes maior que seus concorrentes e uma redução de 40% na rotatividade de colaboradores.

Para conseguir a participação ativa do time, o departamento de RH precisa criar planos para que os funcionários se tornem engajados, e um projeto de Gamificação aplicado aos planos da empresa, pode ser um fator determinante para começar a mudança no engajamento do time.

É Interessante saber que os métodos digitais e online de aprendizagem conquistam cada vez mais a nova geração de profissionais e mais de 75% das pessoas são gamers (50% jogam casualmente, 27% moderadamente ou com muita frequência).

Mas como uma empresa pode trabalhar a Gamificação para engajamento dessas pessoas?

As pessoas recordam 10% do que leem e 20% do que ouvem, utilizando recursos audiovisuais acompanhados de apresentação oral o número sobre para 30%, ao observar alguém realizando alguma tarefa com explicação oral essa porcentagem passa para 50%, mas as pessoas podem recordar 90% do que aprenderam se trabalhada a imersão. É justamente isso que a gamificação provê!

Há diferentes, e várias técnicas que permitem a imersão de uma pessoa dentro de um ambiente gamificado, algumas dessas técnicas são:

– Curva de aprendizagem
– Pontuações
– Personagens virtuais
– Moedas virtuais
– Competição
– Prêmios virtuais
– Narrativa interativa
– Feedback de desempenho em tempo real
– Criação de desafios
– Entre outros

Esses alguns dos vários fatores que podem engajar um time no dia a dia de trabalho, incentivando de forma não agressiva os ensinamentos da empresa e seu modo de trabalhar. Pesquisas indicam que em 2015 pelo menos 50% das organizações que procuram por progresso vão inovar com técnicas de gamificação em seu negócio, e que até 2020 a gamificação será adotada pela maioria das empresas/indústrias.

Quer saber mais sobre como a Gamificação pode engajar seus funcionários?
Entre em contato com a Oniria!

Referências:
The drivers of EE_Robinson
http://blog.talentlms.com/engaged-employee/
http://blog.talentlms.com/gamification-survey-results/
http://elearningindustry.com/30-facts-gamification-in-elearning