Gamificação: utilizada por 40% das empresas da Fortune 1000 para atingir melhores resultados

A empresa Gartner, líder no segmento de pesquisa e consultoria em tecnologia da informação, revelou um estudo que aponta a gamificação como o principal método adotado para melhorar os resultados das empresas até o final de 2015. Segundo os dados, 40% das empresas da Fortune 1000 já implantaram a metodologia. Como muitos gestores desconhecem a gamificação, iremos abordar temas que esclarecem bem os mitos sobre ela dando a você a oportunidade de se beneficiar das vantagens oferecidas. Vem descobrir!

1. A gamificação não é apenas um jogo

Diferente do que se acredita, a gamificação não é um simples jogo. Ela até possui os elementos de um game e é projetada como um, mas o que diferencia a gamificação dos jogos eletrônicos comuns é que a sua finalidade engloba um objetivo completamente distinto. Enquanto os games são utilizados puramente para diversão, a gamificação foca em usar técnicas dos games para engajar funcionários às empresas.

O intuito é estimular os colaboradores abraçarem um desafio espontaneamente e incentivarem todo o grupo de forma colaborativa em busca de um objetivo em comum com a empresa onde trabalham. A sua mecânica contribui para uma compreensão mais ampla dos processos operacionais internos, possibilita novos conhecimentos, uso das melhores práticas existentes no mundo e um aumento no desempenho produtivo individual e coletivo.

2. A gamificação ajuda engajar clientes e colaboradores

É bom lembrar que a gamificação pode ser utilizada também para engajar clientes. É visível o interesse despertado nas empresas pela adoção da gamificação como forma de alcançar níveis mais altos de vendas. A estratégia pode ser uma solução muito eficiente para engajar clientes melhorando a experiência de relacionamento através de um mecanismo utilizado em jogos eletrônicos.

O alto grau de envolvimento com a empresa torna-se crucial para a fidelização e aumento do faturamento. Do outro lado, a gamificação aplicada para engajar funcionários irá contribuir para a motivação, busca constante por conhecimentos que levam as melhores práticas e o melhor alcance das metas e objetivos estipulados pela empresa.

3. A gamificação permite muito mais que apenas um ranking

A gamificação não é apenas um dashboard (painel) onde constam pontuações dos jogadores. Ela envolve algo muito maior: o pensar. A mecânica de jogos incentiva os colaboradores a buscar conhecimentos que melhoram as suas técnicas e os ajudem a alcançar os objetivos e vencerem as competições estabelecidas em formas de meta. Nesse momento, o aprendizado entra em campo, soluções criativas deverão surgir e contribuir para o aperfeiçoamento das melhores práticas. O método promove um melhor engajamento dos colaboradores com a empresa e maior comprometimento com os processos produtivos. O resultado: otimização na produtividade, funcionários valorizados, motivados, satisfeitos e com maior nível de capacitação.

4. A gamificação não é algo novo, mas um meio para melhorar processos existentes

Ainda segundo a Gartner, as empresas que contam com a gamificação já sentem uma melhora de 20% no engajamento dos funcionários com os processos produtivos e um crescimento de 250% nas receitas em comparação com os concorrentes que ainda não utilizam a estratégia.

Implantada de forma adequada, a gamificação representa um grande passo para o aperfeiçoamento dos processos operacionais e contribui para colaboradores totalmente envolvidos com o objetivo geral da empresa. Em outras palavras, a gamificação não significa criar algo novo, mas melhorar os processos já existentes garantindo que os colaboradores desempenhem melhor o seu papel.

Descubra Como utilizar a Gamificação Para engajar Colaboradores e Atingir Melhores Resultados!