Como saber se um game é indicado para treinamento?

Se você for um gestor, faz parte do time de RH, ou trabalha no setor de T&D (Treinamento e Desenvolvimento), talvez já tenha se perguntado se poderia usar um game para aplicar um treinamento na empresa.

Fato que os treinamentos com Serious Games são uma realidade e podem ser utilizados pelas empresas por diversos motivos. Utilizar games pode ser uma estratégia para superar desafios que treinamentos convencionais deixam a desejar.

A seguir veremos 03 motivações, que as empresas geralmente possuem, para adotar games como formato de treinamento.

O TREINAMENTO PRECISA ENGAJAR A EQUIPE

Um diagnóstico muito comum é a falta de adesão dos funcionários aos treinamentos lançados no sistema LMS e Universidades Corporativas. Principalmente cursos muito densos ou longos, que dependem muito do empenho individual, e os colaboradores acabam não terminando os cursos, ou mesmo nem participam.

Os games podem motivar as pessoas a se envolverem com o treinamento, pois trata-se de uma abordagem de aprendizado autodirigido, orientado à prática. Essa abordagem dos games respeita princípios da andragogia para proporcionar o engajamento natural de sua estrutura lúdica.

AS CAPACITAÇÕES PRECISAM SER MAIS VERSÁTEIS

Outro desafio está na logística dos treinamentos e sua abrangência. A existência de equipes grandes requer uma estratégia escalável para viabilizar os custos, diferentes perfis de colaboradores exigem a adaptação dos treinamentos, e a disponibilidade de carga horária do colaborador podem limitar o acesso às capacitações.

O formato digital dos Serious Games permite distribuir o treinamento de diversas formas, sejam em sistemas online, aplicativos de celular, ou instalado em um computador. Por ser dinâmico, os games possuem uma durabilidade maior, podendo ser utilizado como treinamentos de reciclagem sem parecerem enfadonhos pelo uso repetitivo.

Os games respeitam os perfis de usuários, ao passo que dependem da interação de cada pessoa para avançar. Dessa forma, as pessoas com maior bagagem irão terminar o curso mais rápido, mas quem tiver mais dificuldade pode ter acesso à informação para aprender e terminar o treinamento.

Geralmente, os games são divididos em fases que aumentam o desafio, de acordo com a evolução da aprendizagem. Esse processo é conhecido como game flow, e trata-se de um tipo de estratégia de microlearning, onde o usuário pode jogar as fases aos poucos ao longo do tempo, se adaptando melhor a limitações de acesso e horários.

OS RESULTADOS NÃO ESTÃO SENDO EFETIVOS

Um aspecto muito negligenciado pelas empresas é a relação custo x benefício dos treinamentos. De nada adianta ter custos reduzidos se os resultados não acontecem, ou pior, ter custos consideráveis e resultados pífios.

Diferente do que o senso comum possa achar, o uso de games para treinamento não visa tornar o treinamento mais divertido e agradável para o colaborador. A estrutura lúdica dos games, na verdade, cria um clima de tensão e alegria que exige a concentração do funcionário ao mesmo tempo que emite feedbacks de seu progresso, e isto favorece a efetividade do aprendizado.

Outro fator relevante é capacidade dos games em treinar habilidades comportamentais, conhecidas como soft-skills. O game acontece dentro de um contexto, muitas vezes é preciso que o jogador perceba o contexto em que os desafios são apresentados para que ele perceba qual decisão deve ser tomada. Por exemplo, no formato do Game de Atendimento, o funcionário precisa escolher a melhor abordagem para uma situação data, para isso ele precisa analisar a expressão do personagem que está atendendo, as alternativas disponíveis e o que já foi dito antes. Dentro desse contexto deve tomar a decisão mais acertada.

Portanto, os Serious Games são indicados para aumentar a adesão e efetividade do treinamento baseado na simulação de comportamentos, uso de habilidades e aplicação prática de conhecimentos. Motivar o aprendizado com processos direcionados à educação de adultos e aprendizagem autodirigida. Ideal para tornar o treinamento mais versátil, escalável, e com resultados mensuráveis.

Se você se identificou com alguma dessas motivações, entre em contato com a Oniria!

Baixe o Ebook e Saiba Como Analisar Um Jogo de Treinamento