Entries by Mônica Custódio

Por que pilotos de avião e Fórmula 1 treinam em simuladores?

Se você já leu matérias sobre aviões, ou acompanhou corridas de carros de Fórmula 1, provavelmente já sabe que quem pilota esses dois meios de transporte passa por rigorosos treinamentos. E estes envolvem mais do que apenas conteúdos teóricos apresentados em apostilas e ensinados em salas de aula por professores. Na verdade, os pilotos passam boa parte do seu tempo praticando em simuladores virtuais.

Simulador desenvolvido pela Oniria disponibiliza cenários para cada tipo de fobia

O simulador, chamado Virtua.Therapy, disponibiliza cenários adaptados a cada tipo de fobia. Medo de altura, ansiedade social, claustrofobia e medo de falar em público são as fobias que hoje podem ser tratadas pelo simulador. “O simulador é útil porque não se pode expor o paciente a uma situação real”, comenta Marcos Cavalheiro de Oliveira, mestrando em Análise do Comportamento, que direciona os seus estudos ao tratamento do medo de altura.

Serious Games: por que usá-los para treinar vendedores?

Uma equipe de vendas bem treinada é uma das chaves para o sucesso de uma empresa. Afinal de contas, é ela quem fica em contato direto com os clientes, na “linha de frente da batalha”. E se os vendedores não estiverem bem treinados e atualizados com as melhores técnicas e práticas, acabarão não gerando os resultados esperados pela empresa, nem contribuindo para o seu crescimento no mercado competitivo da atualidade.

Por que a prática com simuladores virtuais leva à perfeição?

“A prática leva à perfeição” é um ditado popular muito antigo, conhecido por diversas culturas ao redor do mundo. As pessoas têm o primeiro contato com ele geralmente na escola, quando os professores lhes incentivam a estudar bastante para terem o domínio de determinada matéria. Mas, infelizmente, apesar de se depararem com esse ditado constantemente, poucos indivíduos o levam realmente a sério.

3 vantagens na utilização de simuladores em treinamentos de alta periculosidade

O treinamento pode assumir muitas formas: leituras e palestras são uma das melhores ferramentas para ajudar um aluno a internalizar informações. Mas há algumas coisas que simplesmente não podem ser ensinadas exclusivamente através de exercícios em sala de aula e de treinamentos na empresa. Na medicina e em outros setores de risco, como aviação, Forças Armadas, operação de guindastes e geração de energia nuclear, o uso de simuladores é a melhor opção para o treinamento de operadores.

Por que você deve utilizar a gamificação para engajar sua equipe?

A ineficiência e a baixa produtividade gerada pela equipe de trabalho pode ser um forte indício de falta de engajamento. E você se engana se acha que isso esteja ocorrendo somente no seu negócio. Independentemente do porte, muitas empresas sofrem para manter uma equipe engajada. Por meio da metodologia de Gamificação, muitos gestores estão retomando o apoio dos colaboradores e vendo a empresa recuperar o ritmo de crescimento. A Gamificação contribui para tornar o ambiente de trabalho mais prazeroso, melhorando o envolvimento e a motivação dos colaboradores em busca de um objetivo em comum.

Como os games podem ajudar em um ambiente virtual de aprendizagem

Com a evolução das tecnologias, o ensino ganhou novas metodologias e ferramentas que aliam um aprendizado mais eficiente, rápido e na medida certa. O AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem) e o LMS (Learning Management System) representam bem o que estamos falando. Porém, o que muitos gestores de ensino não sabem é que esse método de aprendizagem pode ser ainda mais potencializado se contar com a ajuda dos games.

Conhecimentos explícito e tácito: por que os colaboradores precisam adquiri-los?

Além de não estimularem os profissionais, eles ainda consomem o tempo da equipe e geram altos custos, que na maioria das vezes não são convertidos em benefícios para a organização. Um treinamento adequado seria aquele que, além de transmitir conceitos teóricos para os colaboradores, os permitem colocá-los em prática. Dessa maneira, eles ganhariam tanto os conhecimentos explícitos como os tácitos.